02 novembro 2009

Humor Negro

Foi em 1962, ano da crise dos mísseis de Cuba e ano do Concílio do Vaticano II que nasceu o talentoso, único e virtuoso guitarrista e cantor Rui Vilhena, carinhosamente apelidado neste meio da capela de Vilhas. Fervoroso admirador das novas tecnologias, passou já pelos Bips, telemóveis do tamanho de um sapato, ares condicionado de capacidade congeladora, televisores de tamanho ideal para Mr. Magoo e ao mesmo tempo zeloso da sua terra com a afinidade pelas substâncias naturais que mantém também fervorosamente. De notar a sua extrema capacidade de aturar as sucessivas e públicas agressões racistas às quais responde com o inigualável tamanho de talento que guarda e mantém com discrição para a sua intimidade. PARABÉNS!

Num novo trabalho das VdR, o Vilhena mostra o seu ar empenhado

6 comentários:

Pedro Samuel Almeida disse...

Os meus parabéns Vilhena. Felicidades
Abraço! :)

Marafuz disse...

Enorme!!!! Enorme músico e enorme paciência para os 4 malucos!

Parabéns Rui!!!!

1 Car(v)alho disse...

Ar empenhado? Aumentem-lhe o "cachet", como presente de aniversário.

CB disse...

Muitos parabéns!

CB disse...

Muitos parabéns!

Joca disse...

Ó que Car(v)alho! Não é que o Car(v)alho conhece bem o Vilhena e pede para ele, o presente mais desejado pelo nosso baixista?