23 julho 2008

Avis

Raramente trago para o nosso tasco assuntos que envolvam a minha vida profissional extra Vozes da Rádio, acima de tudo porque este é espaço de cinco bandalhos (o famoso grupo dos cinco) e não apenas meu. Sei que não parece assim, mas o nível de iliteracia é diferente entre os diferentes membros e como tal, eu contribuo com a maioria dos textos.
Por considerar este espaço de serviço público é que vou escrever hoje sobre Avis.
Desde que comecei a colaborar com o Serviço Educativo da Casa da Música que tenho lidado com um senhor inglês de nome Tim Steiner. Foi aliás através do meu primeiro desafio na CdM, a Orquestra do Dia, que conheci o Tim. As passagens dele por Portugal são quase mensais e à custa disso fomos descobrindo alguns pontos comuns no pensar a música.
Depois de Outubro e da Orquestra do Dia, vieram mais desafios e o convite do Tim para estar integrado num grupo de Creative Artists. Por isso em Março fui a Inglaterra onde passei uma semana a aprender muito e ainda por cima a divertir-me.
Seguiu-se o Sonópolis da semana passada no palco exterior da CdM e agora novo desafio: Avis. De 30 a 9 de Agosto haverá workshops permanentes, apresentações diárias e muita animação no Alentejo para quem é de lá, ou para quem simplesmente resolve passar por lá. Estará o Tim e mais um grupo de 10 creative artists (eu estou lá no meio), 24 emergent artists (jovens de Portugal, Inglaterra e Finlândia que aspiram ao nobre título que eu já ostento) e quem mais quiser aparecer.
Por isso gente que pinta, que representa, que filma, que esculpe, que canta ou toca qualquer instrumento, com muita apetência, com muita experiência, com muita vontade, sem jeito nenhum, sem qualquer experiencia, completamente desafinado, enfim, povo em geral, passem por Avis. Se tiverem instrumento levem-nos mesmo que não o saibam tocar. Se for um brinquedo, tanto melhor. Também são bem vindas câmaras video, gravadores, mp3, telemóveis.
Concretamente, exactamente e detalhadamente não faço ideia o que vamos fazer... ou melhor, uma pequena ideia, ou melhor ainda, temos um monte grande de ideias que não faço ideia se poderemos po-las em prática. No entanto depois de quase um ano de trabalho com o Tim só posso estar descansado e dizer que de certeza vai valer a pena. E sei que quem viu na sexta passada o Sonópolis concorda comigo.
Para saberem mais algumas coisas, nada como expiarem o Rapidarts, conhecerem o Jamie, a Kate, a Beverley, a Susana, ou o actor português Nuno Távora. E estes são só alguns. Lá em cima estou entalado pelo Jamie à esquerda e pelo Kari-Petteri e o Tony à direita. Os irmãos Dalton em Great Yarmouth numa fria noite de Março.

8 comentários:

Pedro disse...

Olé ! Reencaminho este "mail" que conteve as seguintes características ao ser enviado

This is an automatically generated Delivery Status Notification

Delivery to the following recipient failed permanently:

vilhas@vozesdaradio.pt




Boa tarde Rui Vilhena! Prazer em te ter conhecido ontem no Casino de Espinho. Uma surpresa quando entrei e vi a pessoa que eu admiro pela sua voz robusta e sempre tão agradavelmente presente nas Vozes da Rádio. Desde esse instante que fiquei a desgostar o momento trio musical nesse local, e deparei-me com uma vontade extrema de pegar numas baquetas e ir para o set de bateria que estava mesmo ao vosso lado e fazer parte do ambiente gerado pelo grupo.
Pedro Samuel Almeida, Estarreja. Porto-ESMAE.


Esperando por uma resposta do sr. Rui.

=)
pedrostalmeida@gmail.com

Joca disse...

Caro Pedro,

O e-mail chegará ao Vilhas, provavelmente levado por um de nós. O nosso colega é quase um info-excluido por isso não garanto que ele leia aqui o teu comentário. Mas, já agora, deixa-me dizer-te que é normal o Vilhas tocar no Casino de Espinho. Ou solo, ou em trio, ou sei lá como, o homem desperdiça algum do seu talento por lá.

abraço

jp

Pedro disse...

Caro Joca,

Obrigado pela sua resposta tão info-rápipda ! =)
Sim, eu sei que ele tens essas "vidas", foi mesmo o impacto de entrar na sala, olhar pró lado, e pronunciar "ÓLHó Rui ! " =)


As vozes da rádio ensaiam frequentemente ?

Joca disse...

Caro Pedro,

Todas as semanas, duas vezes por semana... isto é o normal. O anormal é ensaiarmos mais (porque há um disco para gravar, ou porque há espectáculo novo). Também anormal é o que temos feito ultimamente que é encontrarmo-nos na sala de ensaios e escolhermos o sítio para onde vamos. Esta última anormalidade passou a quase normalidade nos últimos dois meses.

abraço

jp

Pedro disse...

Caro Joca,

Seria da minha eterna vontade e sinceridade ter a honra de vos conhecer, em ensaios ou lugares de escolha tomada após encontro para o efeito, se fosse possível.
Sou um gunazito pequeno ainda, que está a entrar no mundo dos espectáculos a nível de produção.
Sempre fui um fã (ou fan? :S ) das Vozes e é com grande gosto que oiço cada pormenor de harmonia, duma voz aqui e acolá, dos grandes "efeitos" vocais/cómicos nas tantas vezes os CD's que possuo.

Os meus cordias cumprimentos. Pedro

Anónimo disse...

Obrigado por divulgar este acontecimento, será que Avis já deu por isto?

Vou lá passar com as crianças!

Joca disse...

amigo Pedro,

Temos todo o gosto em ter-te num ensaio. é só questão de combinarmos para... setembro. Aquilo das férias é mesmo verdade. Já não nos suportávamos uns aos outros e por isso mesmo paramos! Bom, a 30 de Agosto estaremos no Estoril cheios de saudades uns dos outros (sounds queer!).

amiga anónima,

eu estou em Avis há dois dias e ainda não vi muita gente para anunciar o que quer que seja. Mas conto pelo menos com as 5 pessoas que ontem contámos à noite.

bjs e abs

jp

Pedro disse...

=) Muito obrigado. Esperarei por essa altura! =) *

Grandes cumprimentos a todos. Boas férias e concretização de um bom "festival" cultural em Avis.

Pedro