28 março 2011

Há dias...

Há dias que acordamos e está a chover, há dias sem governo (décadas), há dias em que vai tudo a baixo, há dias de grandes ondas, há dias sem emprego, há dias sem transportes, há dias de aumento(só de preços), há dias;
há dias de amor, há dias de desespero, há dias de mágoa, há dias de saudade, há dias nem por isso, há dias.
Que dias estes que quase nunca chegam a ser DIAS.

1 comentário:

Luísa Isabel disse...

Tem dias :-)