15 junho 2008

I call your name

Na passada quinta-feira, dia de ensaio, saímos da sala de ensaio, e aproveitando a noite quente, fomos beber uma cerveja com o músico e formador inglês Tim Steiner, que nestes dias está cá pelo Porto.
A conversa andou à volta das Vozes da Rádio, do que fazemos, quando fazemos, com quem fazemos e quantas vezes fazemos. É claro que tudo o que foi dito fica por relatar até porque os blogues são locais de passagem de muita gente. O fantástico de toda a conversa foi o constante humor britânico! Sim! Desta vez alguém nos percebeu!
Na altura em que falávamos sobre repertório falei no I call your name, canção pouco conhecida dos Beatles, e que cantámos praticamente desde 1992, tendo sido gravada em 2000 no álbum "Som Maravilha dos Senhores". Mal disse o título da canção, o Tim começou logo a cantá-la: "I call your name, but you're not there..." e a seguir rematou: "It was the B-side of Long Tall Sally EP. 1964!". Isto para um beatlemaníaco como eu é cultura! Sabia que a música tinha sido composta pelo John Lennon em 63 para um grupo inglês, mas que não tendo gostado da versão desse grupo, resolveu gravá-la com os Beatles. Também sei que a ouvi pela primeira há muitos, muitos anos e que se encontra em colectâneas que saíram em vinil como a "Beatles Rarities".
O motivo que me levou a pegar neste tema para o fazermos a vozes, no tal ano de 92 foi... uma constipação. Em casa, com febre, nada melhor para me entreter que pegar numa canção para fazer um arranjo. E a escolha caiu no I call your name, coisa que não podia fazer por esses dias, tais eram as dores de garganta. A ideia de pegar em algo tão pouco conhecido serviu também para nos proteger. Cantar um daqueles clássicos que toda a gente conhece, e que tanta gente já cantou é sempre mais arriscado. E eu em estado fragilizado não podia expor-me assim tanto!
Para quem não conhece a versão original, ela aqui fica. A nossa, um destes dias, ficará aqui pendurada.
Bom domingo

7 comentários:

Ramon disse...

Óptima escolha para versão... é poesia da pura.

São Rosas disse...

"A conversa andou à volta das Vozes da Rádio, do que fazemos, quando fazemos, com quem fazemos e quantas vezes fazemos"...
Conversa de sexo?!

Joca disse...

Oh São... o que te leva a pensar isso? 5 rapazes (o Vilhas não foi) numa cervejaria e vão falar dessas coisas? Não! falamos sobre o campeonato da Europa!

bjs

jp

São Rosas disse...

E já sabeis se podeis vir ao 9º Encontra-a-Funda? O tema deste encontro é o mesmo da vossa conversa de cervejaria ;O)

Carlos F. disse...

Ensaios ... pois . A melhor forma que estes tipos encontraram pra fugirem umas horas de casa.. :)
Abraços com saudades!

Stef disse...

Vim só confirmar se o Ramon tinha comentado. Ia já seguir sms para ler o blog

Sayuri-chan disse...

Ouvi essa música pela primeira vez aí pelos meus 3 ou 4 anos de idade. Já a cantava com a pronúncia perfeita, mas como ainda não sabia inglês dizia "I call your mum, but you not dear'...

Já demonstrava rasgos de originalidade numa idade tenra.