30 julho 2007

Gaudêncio

Tenho constatado de há anos a esta parte que as grandes estrelas nascem em meses quentes. Não há lei nem regra que o prove, mas a observação atenta leva-me a esta conclusão.
Outra conclusão a que cheguei há muito, é que a elite das estrelas, o supra-sumo do brilho estrelar, provem dos que ao nascer são aquecidos com o bafo do Leão. E se dúvidas têm sobre esta minha certeza, esperem umas semanitas...
Hoje uma dessas estrelas únicas faz anos. Faz 50 anos, que é, para os tempos que correm, a idade em que deixamos a adolescência e começamos a ser crescidinhos.
Sobre os concertos, gravações, programas de televisão, viagens que fizemos iluminados com esse brilho, já aqui fomos falando. Muito mais há para falar e apresentar, mas também não tencionamos fechar o tasco brevemente.
Hoje este esgalhanço é só mesmo para deixar ao Rui um enorme abraço a cappella. Que pelo menos contes mais 50 (e nós também, como é óbvio).


Mais uma recordação do Porto Cantado, em 2001. Nós e o Rui cantámos o Arménio. Além deste tema também há para ver no senhor do tubo Porto Sentido. E há para ouvir o "Aperta o Cordão ó Berta" no "Sete e Pico..." já disponivel nas lojas da especialidade. No entanto, as nossas parcerias com o Rui são bem mais... Um dia faço uma lista e esgalho-as aqui.

4 comentários:

Tany disse...

Parabéns ao Rui Veloso, grande voz e simpatia. E, já agora, boa escolha da música :)

Anónimo disse...

Sem dúvida um senhor

Parabéns!

marafuz disse...

Como diz o jó, "um jovem que ajudámos a lançar"

Parabéns Mister ar de rock!

Gotinha disse...

Então e não conseguem arranjar-nos (a mim e ao Goto) este espectáculo??!
Fomos vê-lo memorável é adjectivo fraco.