04 agosto 2007

Coisas do tempo da rádio...

Eis que chega Agosto e com ele uma experiência quase nova para nós. A partir de amanhã à noite estaremos aos domingos, segundas e terças no Arena Lounge do Casino Lisboa das 00h à 1h num espectáculo único de cor e fantasia! Carreguem aqui, aqui ou aqui e terão de fontes diferentes a informação completa.
Quando escrevo experiência quase nova é porque se é nova pois nunca actuámos no Casino Lisboa, por outro lado já estivemos 2 meses no Wonder Bar do Casino Estoril, sempre às sextas-feiras. Estávamos em Janeiro de 2003 e nessa mesma altura gravámos as últimas emissões do Dia dos Senhores na Rádio Nova.
Durante 10 meses o programa Dia dos Senhores foi transmitido das 10h às 12h de domingo na já referida Rádio Nova. Além destes cinco dementes, estava também connosco o Sérgio Sousa ainda hoje na Nova além de cronista na revista do JN e repórter da Liga dos Últimos.
A insanidade reinou nos estúdios e quantas sessões de gravação dos programas eram interrompidas por mais um riso, por mais um palavrão, por mais uma desconcentração.
O que hoje deixo aqui é só mais uma dessas insanidades. É uma daquelas que valia sempre uma conversa séria ao almoço de domingo. Ainda hoje gosto de almoçar aos domingos com os meus progenitores. Eles, como bons pais, eram ouvintes atentos do programa. À hora da comida dizia-me a minha mãe: “ouvi o que vocês cantaram… não tem piada, filho! Há tanta coisa com que podem brincar… promete-me que não voltas a fazer isto!” (isto é só o “sumo” de um discurso grande, muito bem articulado e extremamente reprovador do que fazíamos) e eu lá prometia com ar de arrependimento, que se desvanecia mesmo antes da sobremesa. Na semana a seguir lá fazíamos pior… e lá voltava a conversa. Hoje mesmo ao ouvir estas parvoíces (esta em especial, que hoje aqui vos deixo) sinto-me arrependido… mas amanhã, no carro, e na companhia dos outros animais sei que direi coisas bem piores! Este é que é o problema!

Ao som original da rádio adicionei imagens de estúdio e outras que estavam aqui perdidas nos sectores do disco duro. Há uma outra versão para este lindo trecho de nome "o teu pé". Um destes dias também o ponho aqui...

3 comentários:

Tany disse...

Há um tempinho atrás esta música podía ter sido dedicada a alguém coff... coff...

Tenho saudades dos vossos tempos de rádio :)

Quanto ao Casino de Lisboa, se me permites, deixo aqui mais um link http://www.casinolisboa.pt/concertos_verao.html

Aviso também que vão sentir a diferença, não é tão espaçoso, nem tão organizado como o do Estoril (opinião minha)

Bjinhos

São Rosas disse...

Ides para o inferno. Ides, ides.
Óptimo, que assim teremos boa companhia!

marafuz disse...

Mister joca.

Os pais têm em grande parte das vezes razão.
Provavelmente os teus serão daqueles que têm sempre razão.

hi hi