27 setembro 2007

Zamburra

O meu bom amigo João Silva, em vésperas de partir para Newcastle para fazer o doutoramento, não resistiu em mandar-me esta pérola do folclore nacional. Como escreveu ele "não há nada mais étnico do que isto". De facto, nada podia ser mais português: a explicação da senhora tocadora, o cântaro de lata e a pele de ovelha ou borrego. A técnica de execução é, também ela, tipicamente portuguesa. A zamburra ou sarronca correu mundo noutros tempos, e deu à luz por exemplo a cuíca que anima os carnavais brasileiros.
João, espero que o frio e a solidão de Newcastle não te levem a tocar zamburra de forma desbragada, pelas ruas do teu novo poiso, matando assim saudades desta tua terra. Refugia-te antes no bacalhau e no tinto. A zamburra pode ser imagem de marca nacional, mas não é a coisa mais bonita do mundo. E sinceramente, como teu amigo, não quero que sejas conhecido nos meios universitários ingleses como tocador de zamburra.

3 comentários:

nm disse...

Isto é aquilo a que se pode chamar música de intervenção.

São Rosas disse...

É impressão minha ou as senhoras estão com gases?!

Anónimo disse...

Como posso pedir-lhe mais detalhes? needda post Grande saiba mais ...